2 de agosto de 2011

Be my baby.

Sabe do que acabo de lembrar? Aquela manhã, na biblioteca. Você ali, tão em paz folheando livros e dentro de mim um pandemônio completo. Diga a ela. Diga agora. Só tem vocês duas aqui!
Tremia. O fone no ouvido, tocava The Fray pela milésima vez.
 
If I don't say this now I will surely break
As I'm leaving the one I want to take
Forgive the urgency but hurry up and wait
My heart has started to separate
 Oh, oh Be my baby, I'll look after you.. 

Seja minha garota - eu queria te dizer. Eu vou cuidar de você. Abri a boca:
- E-er. E-eu... - Gaguejei.
 Fui fraca, covarde. "Mensagem enviada com sucesso!". Corri.
 - O que você tem? Parece Mal de Parkinson. 
- Tô com frio, me deixa.
- Mas o dia está tão ensolarado.
E tava um sol dos infernos mesmo. Dentro de mim.
Sorri.


*Se eu não disser isso agora eu certamente enlouquecerei
Como se deixasse a única coisa que quero ter
Perdoe a urgência, mas apresse-se e espere
Meu coração começou a se partir.

2 comentários:

Gilda. disse...

Sabe aquela sensação de " Já vivi isso antes" ? Engraçado, me senti assim quando li.

- Tainnah B. disse...

:B