22 de dezembro de 2009

Letter .

Você me conhece tão bem e sabe que odeio falhar. Odeio. Sei o quanto você irá me odiar nesse momento. Eu sinto muito. Sinto tanto. Tenha paciência comigo, por favor. Não estou te abandonando, não pense assim. Sempre fui por você, sou por você. Eu serei o seu anjo da guarda. Te prometo que não deixarei que mal algum lhe atinja. E nunca haverá frio, nunca haverá medo. Quando parecer que o mundo a sua volta está ruindo, não haverá dor. Eu preciso que seja assim, meu bem. Preciso disso. Já sentiu como se estivesse morrendo aos poucos? E uma dor que não é física e deixa minha mente dormente. Me prometa algo. Estude, se cuide e seja muito feliz. Cante alto quando estiver triste e mais alto ainda quando feliz. Isso é tudo.
Eu te amo muito.

Essa vida louca vida, essa vida breve. Já que não posso levá-la, quero que ela me leve.

3 comentários:

Evelyn Gleika disse...

Voce é muuito fera mermãão! Sou sua fã pra sempre taai *-* uahsuashuashaushsu

É DE VERDADE!

Yasmim Lisboa disse...

Me deixe sim, mas só se for pra ir ali e pra voltar (:

Anônimo disse...

Nunca deixei de fato.

T.B.