31 de julho de 2009

Particularmente ..


Decidi que não quero mais amigos. Eles me corrompem, me amolecem, acham brechas na minha fortaleza. Prefiro a vida assim, sem contratos de confiança, de afeto. São tantas as decepções, os erros. De certo que há também os bons momentos, o companheirismo, troca de confidências, risadas, mas aí vêm as decepções.
Temos que aprender que as pessoas vêm e vão, tudo passa.
Um amigo chateado me questiona:
- Uma vida sem amigos não é uma vida de solidão e tristezas?
- Nem sempre.
- Tanta solidão e tristeza não te enlouqueceria?
- Não, porque nem sempre.

2 comentários:

Pablo Oliveira disse...

Amizade é que nem estarmos em uma bolsa de valores; A gente pode investir em uma coisa que pode trazer benefícios ou prejuízos, mas a lição que tiramos de cada uma é o que fica.

Tai Araújo disse...

Hm, guardemos só o que foi bom (:
E que nos lembremos com saudade e felicidade uns dos outros . (yn)